segunda-feira, 14 de março de 2016

AIC condena demissões na Rádio Record

A Associação de Imprensa Campista condena as opções gerenciais dos proprietários da rede Record, em Campos dos Goytacazes, que estão levando ao desmonte da programação local de emissoras históricas da cidade e gerando demissões em massa.

A entidade reconhece o momento delicado pelo qual passa a economia brasileira, mas acredita que o diálogo com os trabalhadores e a criatividade devem ser os caminhos para enfrentar as adversidades.

Há alguns anos, um primeiro grande golpe contra o radialismo local foi perpetrado por este grupo quando esvaziou o potencial da Rádio Cultura, a primeira do antigo estado do Rio de Janeiro, e mudou a emissora de frequência para dar lugar à Rádio Record. Neste final de semana, comunicado da própria Rádio Record anunciou que, a partir desta segunda-feira (14), a emissora se tornará retransmissora da Rede Aleluia, gerando grande apreensão entre os funcionários.

A AIC reivindica da direção do grupo Record a abertura de entendimentos que visem a manutenção da vitalidade destas emissoras e a conservação dos empregos por elas gerados.

Campos dos Goytacazes, 14 de março de 2016


Diretoria da Associação de Imprensa Campista


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget