sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Rogério Matoso abre série de entrevistas da AIC sobre Comunicação e Cultura

Rogério Matoso (Foto: Edu Prudêncio)
O candidato à Prefeitura de Campos pelo PPL, Rogério Matoso, é o primeiro a responder às perguntas da Associação de Imprensa Campista (AIC) sobre cultura e comunicação. Ele afirma que, se eleito, vai discutir com a entidade temas como implantação do Conselho Municipal de Comunicação, o retorno da circulação do jornal Monitor Campista e a realização da segunda edição do Festival Doces Palavras (FDP!).

A AIC enviou as mesmas dez perguntas a todos os candidatos. As respostas são publicadas por ordem de chegada, no blog na entidade.

Confira a íntegra da entrevista com Rogério Matoso.

AIC - Qual a política pública para a área de comunicação social o senhor se compromete a desenvolver em Campos dos Goytacazes caso seja eleito?

Rogério Matoso - Temos que ter transparência em nosso governo. Essa é nossa premissa, claro que além dos meios oficiais que a prefeitura já tem e é obrigada a abastecer, temos que fazer com que as ações desse governo cheguem a todos de forma eficiente e igualitária, para isso a Comunicação Social tem que trabalhar de forma intensa.

AIC - Qual a sua visão sobre o relacionamento da Prefeitura com a imprensa tradicional, os blogs e as redes sociais da internet?

Rogério Matoso - Como disse anteriormente, as pessoas tem que ter acesso as ações promovidas pela prefeitura, não podemos privilegiar veículos de comunicação. Claro que estaremos abertos a críticas e sugestões vindas dos veículos e da população. Vamos respeitar a liberdade de imprensa e caminhar junto com todos.

AIC - O senhor conhece a estrutura da Secretaria de Comunicação no atual governo? Pretende alterá-la? De que modo?

Rogério Matoso - Alguns setores da prefeitura são caixas pretas. A Secretaria de Comunicação Social é uma dessas, vamos ter que avaliar como ela funciona e fazer as alterações necessárias para que funcione de forma efetiva.

AIC - É comum que governantes confundam publicidade sobre assuntos relevantes para a cidadania com propaganda do governante. O que o senhor fará para mudar este tipo de prática?

Rogério Matoso - Vamos priorizar a notícia, a informação. Não basta fazer propaganda, temos que oferecer a comunidade informações suficientes para que elas saibam como estamos trabalhando.

AIC - A Prefeitura de Campos é detentora do acervo e do título do “Monitor Campista”, patrimônio da cidade que suspendeu as suas atividades em 2009. O senhor avalia que o poder executivo pode estudar meios para reativar o jornal?

Rogério Matoso - O Monitor Campista faz parte da história de Campos e as pessoas que trabalharam nesse jornal não trabalhavam apenas pelo salário, mas por amor. Existe uma ligação afetiva que envolve o Monitor Campista. Além da importância histórica, tem a credibilidade que sempre foi inabalável no jornal. Podemos sim, reunir os jornalistas que queiram reativar esse veículo e buscar alternativas para trazê-lo de volta a sociedade campista.

AIC - Alguns estados e municípios implantaram ou estão em fase de implantação dos seus Conselhos Municipais de Comunicação. O senhor conhece as atribuições de um conselho desta natureza? É a favor de implantar um deles em Campos?

Rogério Matoso - Sim conheço. Dentre as atribuições estão a estimulação e fortalecimento da rede pública de comunicação e o incentivo as plataformas digitais, para que a comunicação seja democratizada. Sou a favor de todas as ações que levem esclarecimento e conhecimento a população, porque uma nação se faz com homens pensantes. Não tenho a pretensão e não sou dono da verdade, quero uma cidade melhor, não só para os meus, mas para todos. Dessa forma vamos garantir o futuro dos nossos filhos, netos, e outros descendentes. O Conselho de Comunicação é fundamental nesse processo. Assim que eleito, me comprometo a abrirmos um diálogo com a AIC sobre a questão.  

AIC - Apesar das muitas tecnologias disponíveis, ainda é pequena a participação cidadã na gestão do município de Campos por meio de canais interativos na internet. Quais são as suas propostas para resolver esta demanda?

Rogério Matoso - Vamos trabalhar de forma transparente, como disse, e para isso vamos usar sim os veículos digitais e canais de comunicação da internet. O prefeito não consegue estar em todos os lugares ao mesmo tempo e falando com todos no momento em que o problema está acontecendo, por isso em cada setor terá uma equipe responsável para checar as demandas e tomar as devidas providências.

AIC - As conferências municipais de cultura tem produzido uma série de propostas para a área que não tiveram desdobramento prático pelo poder executivo. O senhor conhece estas propostas? O que fará para torna-las realidade?

Rogério Matoso - Como em todas as pastas da prefeitura, na área da cultura não será diferente, vamos fazer uma auditoria primeiro para saber para onde foi os mais de 100 milhões de reais destinados a essa área. Gostaria que os artistas, escritores e demais classes ligadas ao setor formassem uma comissão para avaliar e tornar os projetos viáveis.

AIC - A AIC, como integrante do Coppam, se posicionou de modo contrário às obras que, na opinião da entidade, agridem o patrimônio histórico do Mercado Municipal. O senhor pretende rediscutir este projeto?

Rogério Matoso - Claro. Sempre acompanhei as questões levantadas sobre a obra, inclusive as que foram levantadas pelo Observatório Social de Campos e pela AIC. A obra na verdade deve ser de Restauração, pela importância histórica e arquitetônica do local. A presença de obras que não fazem parte do espaço atrapalham a visão do conjunto que o mercado tem. Desde criança, sempre fui apaixonado pela torre do Relógio e hoje ela quase não é vista. Vamos rediscutir sem dúvidas essa obra.

AIC - A AIC, a ACL e a Prefeitura de Campos realizaram, em 2015, a primeira edição do Festival Doces Palavras (FDP!), que reúne literatura e a cultura dos doces campistas. A proposta é a de que o evento se consolide no calendário municipal e seja realizado de dois em dois anos, alternados à Bienal do Livro. O senhor se compromete com a continuidade do Festival?

Rogério Matoso - A ideia é brilhante. Temos que fazer desse projeto um grande evento. Podemos incluir no calendário e com ele atrairmos turismo para o município. Temos grande escritores e doces maravilhosos que precisam ser divulgados para o país todo e para o mundo.

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Confira regulamentos das mostras de Documentário e Fotografia

Clique nos links abaixo para acessar os regulamentos da Mostra de Documentários e da Mostra de Fotografia, realizados com recursos do Fundo Municipal de Cultura de Campos dos Goytacazes, com curadoria da Associação de Imprensa Campista.

Mostra de Documentários:

https://issuu.com/125410/docs/mostra-document__rio_regulamento_fi

Mostra de Fotográfica:

https://issuu.com/125410/docs/mostra-fotogr__fica_regulamento_fin/6?e=0


quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Pelada Anual da AIC neste domingo às 11 horas no Folha Seca


A Pelada Anual da Associação de Imprensa Campista (AIC) chega à sua 7ª edição em 2016. A partida recreativa de futebol, que já se tornou tradicional, acontecerá neste domingo (14/05), às 11 horas, no campo de gramado sintético do Clube Folha Seca.
O jogo festivo, que integra a programação da 26ª Semana da Imprensa da AIC, conta com a presença de profissionais da imprensa de Campos e estudantes do curso de Jornalismo do Centro Universitário Fluminense (Uniflu).
Como o evento, que tem participação gratuita, será realizado no Dias dos Pais, será uma oportunidade dos pais levarem seus filhos e vice-versa para curtir um momento especial em família nesta data tão especial.
- São todos uns pernas de pau que só jogam uma vez por ano nessa pelada que é meio a sério e meio de brincadeira e sempre acontece na Semana da Imprensa - diz o presidente da AIC, Vitor Menezes.

sábado, 6 de agosto de 2016

Confira a Programação da 26a Semana da Imprensa

Programação da 26º Semana da Imprensa - O Jornalismo Político em tempos de instabilidade:

Sábado, 06/08

19h - Autor com Cachaça - Paula Vigneron
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop

Domingo, 07/08

19h - Autor com Cachaça - Flavio de Almeida
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop

Segunda, 08/08

19h - Autor com Cachaça - Antônio Filho
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop

Terça, 09/08

19h - Autor com Cachaça - Isabel Assad
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop

Quarta, 10/08

19h - Autor com Cachaça - Cássio Peixoto
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop

Quinta, 11/08

19h - Autor com Cachaça - Rafaela Freitas
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop

Sexta, 12/08

18h - Mesa - A Visão Jornalística do Cenário Econômico Brasileiro
Expositores: Flávia Oliveira e Paulo Renato Porto
Moderadora: Cláudia Eleonora
Local: Café Literário da 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop

19h - Mesa - De Crônica em Crônica se faz o Jornalismo
Expositor: Carlos Eduardo Novaes
Moderador: Aloysio Balbi
Local: Café Literário da 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop

Sábado, 13/08

17h - Café com os presidentes - Encontro dos ex-presidentes da AIC
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop

18h - Mesa - Jornalismo é História
Expositor: Domingos Meirelles.
Moderadora: Cláudia Eleonora.
Local: Café Literário da 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop

19h - Autor com Cachaça - Guilherme Carvalhal
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop

Domingo, 14/08

9h30 - Pelada Anual da AIC - Futebol dos profissionais da imprensa
Local: Praça dos Ciganos - Parque Julião Nogueira

Segunda, 15/08

19h - Mesa - Jornalismo Político em tempos de instabilidade
Expositores: Alexandre Bastos e Paulo Renato Porto
Moderador: Ricardo André Vasconcelos
Local: Auditório do Uniflu (Prédio da Antiga FDC)

Terça, 16/08

19h - Mesa - O negócio do jornalismo no interior fluminense
Expositora: Jacqueline Deolindo
Moderador: Vitor Menezes
Local: Auditório do Uniflu (Prédio da Antiga FDC)

Realização:

Associação de Imprensa Campista

Parcerias:

Prefeitura de Campos
Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima
Curso de Jornalismo do Centro Universitário Fluminense (Uniflu)
Alambique do Leley

segunda-feira, 1 de agosto de 2016

26ª Semana da Imprensa da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos

Foto: Antônio Leudo (Supcom)

A Associação de Imprensa Campista (AIC) participará da 9ª Bienal do Livro de Campos dos Goytacazes-RJ, que acontecerá de 5 a 14 de agosto no Centro de Eventos Populares Osório Peixoto (Cepop). O evento, que este ano vai homenagear o escritor campista Waldir de Carvalho, é organizado pela Prefeitura de Campos, por meio da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima e Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte. O presidente da AIC, que esteve presente ao lançamento da programação oficial da 9ª Bienal do Livro de Campos nesta segunda-feira (1º) no Teatro Municipal Trianon, comentou sobre a participação da AIC na Bienal com parte da programação da Semana da Imprensa.

- A Semana da Imprensa da AIC é um evento muito tradicional para os jornalistas da cidade e que vai para a sua 26ª edição. Estamos agora nesta Bienal reproduzindo uma parceria que começou em 2014 com parte da programação da Semana da Imprensa acontecendo dentro da Bienal e outra parte na própria associação ou no curso de Jornalismo do Uniflu. Tivemos uma experiência muito boa no Festival Doces Palavras (FDP), proposta que surgiu da Associação de Imprensa, foi encampada pela Academia Campista de Letras (ACL) e foi executada de forma brilhante pela prefeitura. A AIC, como não poderia deixar de ser, é parceira das iniciativas culturais da cidade. A AIC é uma entidade que tem um compromisso cultural enorme na cidade. E acredito que está um pouco à altura desta missão - disse Vitor.

O presidente da AIC destacou especialmente o fato da Bienal ser um evento múltiplo que atravessa o tempo. "Todo jornalista que cobre a cidade sabe o quanto nesse período nós atravessamos momentos diferentes. A despeito de todas as instabilidades que aconteceram neste período, desde 2000 nós temos a Bienal. O vigor cultural da cidade, a sociedade campista e quem esteve à frente do poder público nesses períodos todos teve a responsabilidade de manter esse patrimônio que é um patrimônio da cidade. É muito bacana ver um gestor público levando esse legado", afirmou o presidente da AIC.


Confira a programação completa:

26º Semana da Imprensa - O Jornalismo Político em tempos de instabilidade.


Sábado, 06/08

19h - Autor com Cachaça - Paula Vigneron 
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop


Domingo, 07/08

19h - Autor com Cachaça - Flavio de Almeida
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop


Segunda, 08/08

19h - Autor com Cachaça - Antônio Filho
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop


Terça, 09/08

19h - Autor com Cachaça - Isabel Assad
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop


Quarta, 10/08

19h - Autor com Cachaça - Cássio Peixoto
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop


Quinta, 11/08

19h - Autor com Cachaça - Rafaela Freitas
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop


Sexta, 12/08

18h - Mesa - A Visão Jornalística do Cenário Econômico Brasileiro
Expositores: Flávia Oliveira e Paulo Renato Porto
Moderadora: Cláudia Eleonora
Local: Café Literário da 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop


19h - Mesa - De Crônica em Crônica se faz o Jornalismo
Expositor: Carlos Eduardo Novaes
Moderador: Aloysio Balbi
Local: Café Literário da 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop


Sábado, 13/08

17h - Café com os presidentes - Encontro dos ex-presidentes da AIC
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop


18h - Mesa - Jornalismo é História
Expositor: Domingos Meirelles.
Moderadora: Cláudia Eleonora.
Local: Café Literário da 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop

19h - Autor com Cachaça - Guilherme Carvalhal
Local: Estande da AIC na 9ª Bienal do Livro de Campos - Cepop


Domingo, 14/08

9h30 - Pelada Anual da AIC - Futebol dos profissionais da imprensa
Local: Praça dos Ciganos - Parque Julião Nogueira


Segunda, 15/08

19h - Mesa - Jornalismo Político em tempos de instabilidade
Expositores: Alexandre Bastos e Paulo Renato Porto
Moderador: Ricardo André Vasconcelos
Local: Auditório do Uniflu (Prédio da Antiga FDC)


Terça, 16/08

19h - Mesa - O negócio do jornalismo no interior fluminense
Expositora: Jacqueline Deolindo
Moderador: Vitor Menezes
Local: Auditório do Uniflu (Prédio da Antiga FDC)


Realização:

Associação de Imprensa Campista

Parcerias:

Prefeitura de Campos
Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima
Curso de Jornalismo do Centro Universitário Fluminense (Uniflu)
Alambique do Leley

quarta-feira, 11 de maio de 2016

AIC se solidariza a repórter agredida e cobra segurança

A Associação de Imprensa Campista manifesta preocupação com a segurança dos repórteres na apuração de matérias jornalísticas, em Campos dos Goytacazes, nas pautas policiais. No início da manhã de hoje, a jornalista Kelly Maria de Souza, do Jornal "O Diário", foi agredida fisicamente pela mãe de um jovem assassinado no bairro da Codin. Dois policiais militares estavam no local e não impediram as agressões. A repórter foi atingida por socos no braço e no ombro.

A AIC compreende os riscos da profissão e a tensão envolvida na apuração de um homicídio. A entidade entende ainda mais o desespero de uma mãe que acaba de perder um filho. O que a associação pondera, no entanto, se relaciona com a falta de atuação dos policiais para garantir a segurança da repórter que apenas fazia o seu trabalho.

Ao mesmo tempo em que a Associação de Imprensa Campista manifesta a sua completa solidariedade à colega jornalista agredida, solicita que o comando local da Polícia Militar oriente os seus soldados a terem maior vigilância para com a integridade física dos repórteres no exercício das suas funções.

terça-feira, 3 de maio de 2016

AIC lamenta a perda do jornalista Sylvio Muniz

A Associação de Imprensa Campista lamenta a perda, ontem, do fundador e proprietário do jornal Mania de Saúde, Sylvio Muniz, aos 71 anos. Ele estava internado no Hospital das Clínicas em São Paulo e enfrentava problemas hepáticos e seu quadro se agravou após uma cirurgia. O jornalista, que era sócio da AIC, foi vanguardista ao criar em 1° de junho de 1991 o Mania de Saúde, um periódico mensal segmentado na área da saúde, sendo o primeiro jornal campista impresso em cores. A AIC registra as suas condolências aos amigos, familiares e colegas de trabalho.

segunda-feira, 14 de março de 2016

AIC condena demissões na Rádio Record

A Associação de Imprensa Campista condena as opções gerenciais dos proprietários da rede Record, em Campos dos Goytacazes, que estão levando ao desmonte da programação local de emissoras históricas da cidade e gerando demissões em massa.

A entidade reconhece o momento delicado pelo qual passa a economia brasileira, mas acredita que o diálogo com os trabalhadores e a criatividade devem ser os caminhos para enfrentar as adversidades.

Há alguns anos, um primeiro grande golpe contra o radialismo local foi perpetrado por este grupo quando esvaziou o potencial da Rádio Cultura, a primeira do antigo estado do Rio de Janeiro, e mudou a emissora de frequência para dar lugar à Rádio Record. Neste final de semana, comunicado da própria Rádio Record anunciou que, a partir desta segunda-feira (14), a emissora se tornará retransmissora da Rede Aleluia, gerando grande apreensão entre os funcionários.

A AIC reivindica da direção do grupo Record a abertura de entendimentos que visem a manutenção da vitalidade destas emissoras e a conservação dos empregos por elas gerados.

Campos dos Goytacazes, 14 de março de 2016


Diretoria da Associação de Imprensa Campista


segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

AIC lamenta perda de Valdebrando Silva

A Associação de Imprensa Campista lamenta a perda, ontem, do radialista Valdebrando Carvalho Silva, conhecido como "Moço de Fé", aos 78 anos. Ele estava internado no Hospital Dr. Beda e enfrentava problemas cardíacos. O profissional se tornou popular pelo trabalho assistencial, em um programa que doava cadeiras de rodas, e pela apresentação da Ave Maria, por 57 anos, na Rádio Difusora. Silva também teve atuação na política partidária, tendo sido vereador e vice-prefeito de Campos. A AIC registra as suas condolências aos amigos, familiares e colegas de trabalho.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

AIC lamenta perda de José Nunes da Fonseca


A Associação de Imprensa Campista lamenta a morte do radialista José Nunes da Fonseca, nesta madrugada, em Campos dos Goytacazes, aos 83 anos, em razão de causas naturais. Conhecido como “o catedrático”, o profissional era uma referência no jornalismo esportivo na região. Fonseca atuou em emissoras como Afonsiana, Jornal Fluminense e, mais recentemente, na Campos Difusora. No início da carreira, também trabalhou na imprensa escrita, nos jornais Folha do Povo, A Notícia e Monitor Campista. Em 2014, o radialista participou da 24ª edição da Semana da Imprensa, em depoimento moderado pelo jornalista Álvaro Marcos sobre a sua vida profissional. A AIC registra as suas condolências aos amigos, familiares e colegas de trabalho de José Nunes.

[Foto: Wesley Machado] 

terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Militância Cultural se reúne nesta quarta-feira na AIC

O 1º Encontro de Cultura “A sociedade dialogando para ampliação dos horizontes culturais de nossa região” faz parte da conduta de diálogo com os agentes culturais, ativistas.

O jornalista Bruno Costa é o representante no CEPC

A Associação de Imprensa Campista (AIC) abre suas portas nesta quarta-feira (09), às 19 horas, para uma reunião entre os ativistas da cultura de Campos dos Goytacazes e o representante da região Norte Fluminense no Conselho Estadual de Política Cultural, Bruno Costa, recentemente eleito durante a Conferência Regional de Cultura, em Macaé, tendo com suplente a macaense, Dilma Negreiros.
O 1º Encontro de Cultura “A sociedade dialogando para ampliação dos horizontes culturais de nossa região” faz parte da conduta de diálogo com os agentes culturais, ativistas, pesquisadores, conselheiros municipais, gestores e comissões legislativas municipais do Norte Fluminense com o intuito de formatar propostas e ações que serão debatidas no Conselho Estadual de Política Cultural.
“A ideia é compormos propostas que conduzam a região a um patamar bem elevado dentro do contexto cultural. Potencialidade e arte não nos faltam. Fui eleito para ser um elo entre os anseios da sociedade e o Conselho Estadual. É preciso dialogar incessantemente com todos para que possamos dividir responsabilidade e termos alicerce, sempre buscando potencializar as políticas culturais para nossa região”, relata Bruno Costa.
Segundo Wellington Cordeiro, diretor de cultura da AIC, a instituição sempre teve seus olhos voltados para a promoção da Cultura porque é uma associação que congrega uma classe que possui grandes vínculos culturais. “Os jornalistas que passam pela entidade, invariavelmente também são escritores, teatrólogos, poetas, entre outras atividades artísticas. Enquanto entidade cumpre seu modesto papel de promoção da diversidade cultural, seja promovendo eventos em sua sede, propondo grandes eventos externos, como aconteceu na produção do Festival Doces Palavras – FDP”, acentua Cordeiro.
Wellington acrescenta que há muito interesse em fomentar a Cultura de Campos e não poderia deixar de abraçar essa possibilidade de desenvolvimento com a instituição de um representante da região no Conselho Estadual de Política Cultural. “Isso que nos motivou a acolher este encontro que será de suma importância para que a questão cultural possa ser discutida em alto nível e apartidariamente”, frisa.
Com atuação em arte-educação, teatro, artes visuais e produção cultural, Anna Franthesca compactua e ratifica o movimento.  “Este momento é de suma importância para os agentes culturais de todos os municípios do Norte Fluminense, pois sua representação no Conselho Estadual permite o diálogo da sociedade civil e poder público de forma flexível e estratégica, possibilitando novos meios de participação ativa na formação de políticas públicas de cultura no estado do Rio de Janeiro.

Fonte: Jornal Quotidiano

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Documentário e monografia de Jornalismo do Uniflu abordam Semana da Imprensa da AIC



A trajetória da Semana da Imprensa, que a Associação de Imprensa Campista (AIC) promove há 25 anos, foi tema de monografia de conclusão de curso de jornalismo no Uniflu (Centro Universitário Fluminense), no último sábado, 28.

O trabalho, realizado pelos formandos Aldir Sales, Paula Vigneron e Letícia Nunes analisou as programações do evento ano a ano e a sua relação com a formação do ethos profissional dos jornalistas em Campos.

Além da monografia, que em breve terá a íntegra disponibilizada no blog da AIC, os estudantes produziram um documentário sobre o evento (assista acima), com depoimentos de presidentes da entidade.



quarta-feira, 18 de novembro de 2015

AIC lamenta perda do jornalista Derval Júnior

A Associação de Imprensa Campista lamenta a morte, hoje, do jornalista Derval Firmino Ribeiro Júnior, 37 anos, vítima de pneumonia. Ele estava internado em um hospital particular de Campos há dez dias. O sepultamento acontece nesta tarde, às 17h, no cemitério Campo da Paz. A AIC manifesta suas condolências aos colegas de trabalho, amigos e familiares de Derval.

Campos dos Goytacazes, 18 de Novembro de 2015

Diretoria da AIC

terça-feira, 3 de novembro de 2015

AIC repudia demissão de delegado sindical na Inter TV

A Associação de Imprensa Campista repudia com veemência a demissão, hoje, do jornalista Robson Fraga, da Inter TV em Campos dos Goytacazes. Fraga é delegado sindical da categoria na região, representando os trabalhadores do Norte Fluminense junto ao Sindicato Estadual dos Jornalistas Profissionais do Rio de Janeiro. Ele tem atuação destacada na organização local dos jornalistas em campanhas como a do Piso Salarial do RJ e exerce, com transparência e amplamente legitimado pelos colegas, o direito básico de defesa dos direitos dos trabalhadores.

A AIC avalia que há indícios de assédio moral ao trabalhador e prática antissindical, e conclama o Sindicato dos Jornalistas a tomar medidas jurídicas imediatas em face da empresa, com denúncia ao Ministério Público do Trabalho, para que a demissão seja devidamente investigada e imediatamente revertida. O caso também será informado pela AIC à Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas).

A Associação de Imprensa Campista chama os jornalistas na região a se manifestarem em favor do colega. Esta demissão não é um caso isolado ou individual, mas um atentado inaceitável contra toda a categoria, que precisa demonstrar coragem e altivez para enfrentar este ato abusivo da empresa.

Toda solidariedade ao colega Robson Fraga.

Diretoria da Associação de Imprensa Campista – AIC

Campos dos Goytacazes, 03 de Novembro de 2015

terça-feira, 27 de outubro de 2015

AIC entrega à Câmara e à FCJOL relatório sobre Arquivo Público Municipal

Acervo atual de jornais
no Arquivo Público
A Associação de Imprensa Campista (AIC) protocolou ontem (26), para a presidência da Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes, e hoje (27), para a presidência da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima, relatório com as impressões de cinco pesquisadores da cidade sobre as condições do Arquivo Público Municipal Waldir Pinto de Carvalho para receber o acervo do jornal Monitor Campista, atualmente sob a guarda do Poder Legislativo de Campos.

A visita ocorreu no último dia 13, a convite da AIC. A entidade foi motivada pelo anúncio recente de assinatura de Termo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura e a Câmara para que o acervo fosse levado do prédio do Legislativo para o Arquivo Público.

Dos cinco pesquisadores que realizaram a visita, quatro recomendaram que o acervo do Monitor Campista não seja levado para o Arquivo Público.

O relatório sugere a reabertura do diálogo sobre o tema, assim como a discussão com a sociedade acerca da necessidade da construção de um novo arquivo público para o município, em prédio central e moderno, mais adequado à preservação de documentos históricos.

A entidade também reafirmou a sua posição de defesa da criação da Fundação Monitor Campista, que, além de zelar pela preservação do acervo do jornal, voltaria a colocar a publicação para circular. Para a AIC, o Monitor Campista é um patrimônio não somente pelo seu acervo, mas também pela sua existência, que ainda pode ser retomada depois da "descontinuidade" ocorrida em 15 de novembro de 2009.

Confira no link abaixo a íntegra do relatório.


sexta-feira, 9 de outubro de 2015

AIC convida pesquisadores a conhecerem local para onde será levado Monitor Campista

Em razão do anúncio, feito nesta semana (aqui), de que a Prefeitura de Campos dos Goytacazes e a Câmara de Vereadores do município firmaram convênio para levar o acervo do Monitor Campista para o Arquivo Público Municipal, em Tocos, a Associação de Imprensa Campista (AIC) convida pesquisadores e demais interessados na preservação e no acesso aos arquivos do jornal a realizarem, nesta terça-feira (13), às 9h, uma visita ao local. O objetivo da entidade, que esteve entre as parceiras no processo de doação do acervo para o município, é verificar as condições de abrigo do material histórico. Atualmente, os exemplares do jornal estão na Câmara de Vereadores. A AIC mantém, no entanto, a sua proposta de criação da Fundação Monitor Campista, que abrigaria o acervo e recolocaria o jornal em circulação.

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

AIC manifesta solidariedade a protesto de jornalistas da Inter TV

A Associação de Imprensa Campista (AIC) manifesta solidariedade aos colegas jornalistas da Inter TV, que iniciaram hoje o cumprimento de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), assinado entre a empresa e o Ministério Público do Trabalho, que os obriga a interromperem a jornada acordada de sete horas diárias (as cinco horas normais, previstas pela legislação para jornalistas, mais duas horas extras, conforme acordo) para a realização de uma hora de almoço. Esta interrupção impacta negativamente o trabalho jornalístico e eleva, na prática, a jornada para oito horas diárias. A AIC recomenda a realização de um reestudo da situação que, além da empresa, também ouça o sindicato dos jornalistas e os próprios profissionais envolvidos. Campos dos Goytacazes, 01 de Outubro de 2015 Diretoria da AIC

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Da abertura da Primavera ao Dia de São Cosme e Damião, FDP chega para ficar

Presidente da AIC, Vitor Menezes (Foto: Check/Ascom Câmara Campos)

O presidente da Associação de Imprensa Campista (AIC), Vitor Menezes participou nesta quarta-feira (23), começo da primavera, da abertura oficial do Festival Doces Palavras (FDP) no coreto da Praça Barão do Rio Branco, conhecida como Jardim do Liceu.

- O FDP foi uma ideia que cresceu na AIC, foi imediatamente abraçado pela ACL (Academia Campista de Letras), chamamos a prefeitura na pessoa do secretário Wainer, da Codemca (Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos), que nos deu a contento a acolhida, assim como a Câmara de Vereadores e várias instituições, como o IFF, a UENF, o Liceu e a OAB, que abraçaram o evento – afirmou Vitor.

- Nem pensávamos que teria essa dimensão, que seria um evento deste porte. Nós curadores, da sociedade civil, recebemos o respeito do poder público municipal. O que está acontecendo é um momento de democracia participativa, é algo que vai frutificar – disse o presidente da ACL, Hélio Coelho.

O evento prossegue até domingo (27), Dia de São Cosme e Damião, no Jardim do Liceu com aproximadamente 130 atividades com foco na literatura e nos doces, mas também valorizando outras vertentes culturais, como poesia, música, cinema, artes plásticas e quadrinhos, com lançamentos de livros, exposições, oficinas, debates e outras atividades para pessoas de todas as idades.

A programação completa pode ser acessada aqui.

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Cine Jornalismo deste sábado terá filme clássico


Neste sábado (19), às 16 horas, na 7ª temporada do Projeto Cine Jornalismo da Associação de Imprensa Campista (AIC), será exibido na AIC o filme Todos os homens do presidente, produção norte-americana, dirigida por Alan J. Pakula e lançada no ano de 1976.

O filme conta a história de um repórter do Washington Post, interpretado por Robert Redford, que em 1972, sem ter a menor noção da gravidade dos fatos, inicia uma investigação sobre a invasão de cinco homens na sede do Partido Democrata, que dá origem ao escândalo Watergate e que teve como consequência a queda do presidente Richard Nixon. 

Após a exibição, comentários do jornalista Rogério Soares. 

Entrada franca.

sábado, 29 de agosto de 2015

Filme Cult no Cine Jornalismo deste sábado

O filme Boa Noite e Boa Sorte, dirigido e estrelado por George Clooney, é a atração deste sábado (29), às 16 horas, no Projeto Cine Jornalismo da Associação de Imprensa Campista (AIC). 

Após a exibição, comentários com a apresentadora de TV, Claúdia Eleonora. Entrada gratuita. A AIC fica localizada na Rua Tenente Coronel Cardoso, antiga Formosa, quase esquina com 13 de Maio, ao lado da Oi.

Com 93 minutos de duração, o filme retrata a época do caça às bruxas nos EUA do pós-guerra, num período de Macartismo, uma cruzada anti-comunista empreendida pelo senador Joseph McCarthy, que suspendeu direitos fundamentais como o de expressão.

terça-feira, 25 de agosto de 2015

AIC lamenta falecimento do jornalista Luis Mauricio

A Associação de Imprensa Campista (AIC) lamenta o falecimento nesta terça-feira (25) do jornalista Luis Mauricio de Souza e Silva, de 52 anos, vítima de complicações cardiorrespiratórias. O jornalista atuou na Rádio 89 FM; na antiga TV Norte Fluminense, então afiliada à Rede Globo; e na Secretaria de Comunicação Social da Prefeitura de Campos. A AIC registra condolências aos familiares, amigos e colegas de profissão de Luis Mauricio.

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

sábado, 22 de agosto de 2015

FDP de 23 a 27 de setembro

Presidente da AIC, Vitor Menezes, foi o idealizador do evento (Foto: César Ferreira)

Lançado nesta sexta-feira (21) no coreto da Praça Barão do Rio Branco, conhecida como Jardim do Liceu, o Festival Doces Palavras (FDP), teve a programação provisória divulgada. O evento será realizado de 23 a 27 de setembro de 2015 no quadrilátero histórico e cultural de Campos, que abrange o Jardim do Liceu, o Palácio Nilo Peçanha, sede da Câmara Municipal de Vereadores, a Casa de Cultura Villa Maria e o Liceu de Humanidades de Campos. Além destes espaços, que são patrimônios da cidade, será utilizada a Subseção Campos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), onde funcionará a Biblioteca dos Autores Campistas. O FDP, proposta da Associação de Imprensa Campista (AIC) e da Academia Campista de Letras (ACL), será realizado em parceria com a Prefeitura de Campos, Câmara de Vereadores de Campos, UENF, IFF, Liceu de Humanidades de Campos, OAB Campos, CDL Campos e patrocínio da Caixa Econômica Federal.

- É uma proposta que nasceu do seio da Associação de Imprensa Campista. E o diretor Wellington Cordeiro foi muito importante para que a ideia fosse levada adiante. A ideia foi abraçada pela Academia Campista de Letras. Estas duas entidades tradicionais fomentaram o evento, que teve a adesão imediata do Wainer, representando a Prefeitura de Campos, que está construindo junto conosco este evento, que está ficando muito melhor do que eu poderia imaginar. É um ganho fenomenal para a cidade, um passo bacana. Será o Lado B da Bienal, reconhecendo que a Bienal tem um papel importante. Agora todo ano par tem Bienal e todo ano ímpar tem FDP. Queremos agora que o FDP se propague, se consolide e atravesse o tempo – afirmou o presidente da AIC, Vitor Menezes.

- Quando se fala de Bienal em Campos temos de lembrar de Lenílson Chaves. E quando se falar de FDP vamos lembrar de Vitor Menezes, que foi o idealizador do evento. A AIC nos procurou, adoramos a ideia e a coisa tomou um vulto extraordinário. Os fundadores da AIC são praticamente as mesmas pessoas que fundaram a ACL 10 anos depois. Eram intelectuais da boemia literária para os quais o tema da identidade era muito caro, que diz muito sobre nosso jeito especial de ser, o das manifestações culturais brasileiras. É o momento de fortalecer a cabruncada, numa coisa mais despojada – comentou o presidente da ACL, Hélio Coelho, que terminou o seu discurso citando o Maestro Villa Lobos e o Poeta Castro Alves respectivamente: “Quanto mais eu sou da minha terra, mais universal eu me torno”. E “A praça é do povo, como o céu é do condor”.

- Esta é uma reivindicação antiga, de um encontro daquilo que a cidade tem de mais caro, que é a produção de doces e a produção literária. É um evento que nasce da sociedade. Será mais um espaço de cultura, este que será dedicado a estas duas tradições. A Bienal já é a maior e melhor Bienal do interior do estado do Rio de Janeiro, mas tem uma proposta mais comercial, uma linha editorial de atacado – explicou o Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos dos Goytacazes (Codemca), Wainer Teixeira de Castro.

- A Câmara estando neste quadrilátero histórico não poderia ficar de fora deste evento, que vai fazer a diferença na nossa cidade, vai trazer as pessoas para a praça. Que o Festival Doces Palavras seja grande. A cidade de Campos merece – disse o diretor do Departamento de Multimídia e Cultura da Câmara de Vereadores de Campos, Wilson Heidenfelder, que também é diretor da AIC.

quarta-feira, 29 de julho de 2015

UENF apoia Festival Doces Palavras


Texto e foto: Ascom da Uenf

O Festival Doces Palavras, que será realizado de 23 a 27/09/15 pela Academia Campista de Letras (ACL), Associação de Imprensa Campista (AIC) e Prefeitura de Campos, terá também o apoio da UENF. Foi o que ficou definido em reunião realizada na manhã desta quarta-feira, 29/07/15, na Reitoria da Universidade, com a presença de representantes das instituições e entidades envolvidas. Na reunião, foi acertada a utilização dos jardins da Casa de Cultura Villa Maria para a realização de algumas atividades do Festival.

Além do reitor da UENF, Silvério de Paiva Freitas, estiveram presentes os presidentes da ACL, Hélio Coelho;  da AIC, Vitor Menezes; e da Companhia de Desenvolvimento do Município de Campos (Codemca), Wainer Teixeira; o diretor do Departamento de Multimídia e Cultura da Câmara, Wilson Heidenfelder; o pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários da UENF, Paulo Nagipe; o diretor da Agência UENF de Inovação, Ronaldo Paranhos; e o diretor de Informação e Comunicação da UENF, Vanildo Silveira.

Segundo os organizadores, a ideia é que o Festival Doces Palavras venha a fazer parte do calendário cultural do município, a exemplo do que já ocorre com a Bienal do Livro. A proposta é fazer um evento mais voltado à cultura local, envolvendo tanto a parte de Literatura quanto a de produção de doces.

— A Bienal é um evento importante, porém é mais mercadológico. Queremos realizar algo menos engessado, com a marca da nossa sociedade — disse Hélio Coelho.

O reitor da UENF colocou a Casa de Cultura Villa Maria à disposição do evento, que também deverá utilizar outros espaços, como os prédios do Liceu e da Câmara, bem como o Jardim do Liceu.



quarta-feira, 22 de julho de 2015

Filme brasileiro neste sábado no Cine Jornalismo AIC

Imagem Ilustrativa: Reprodução You Tube

A Associação de Imprensa Campista (AIC) exibe neste sábado (25) mais um filme sobre jornalismo na 7ª Temporada do Projeto Cine Jornalismo AIC, desenvolvido desde 2009 e que em 2015 tem valorizado ainda mais o cinema brasileiro. O filme em cartaz neste sábado será o Doces Poderes, produzido no Brasil, dirigido pela cineasta Lúcia Murat e lançado em 1996.

O filme conta a história de Bia, interpretada pela atriz Marisa Orth, que é uma jornalista que chega a Brasília para assumir, durante o período eleitoral, a chefia da sucursal da principal rede de TV do país. A sinopse da produção conta que: “O antigo diretor está deixando o cargo para chefiar a campanha de um jovem candidato a governador, que é apoiado por políticos conservadores. Metade dos profissionais da sucursal também está deixando o local, pelos mais variados motivos, entre eles a crise econômica pela qual passa o país e a falta de perspectiva do fim do século. Através dos discursos dos funcionários que estão deixando a sucursal é exibido o desenvolvimento das campanhas e os conflitos vividos pelos personagens”.

Este será o terceiro filme brasileiro sobre jornalismo exibido só este ano pela AIC. Em março foi exibido Tim Lopes – Histórias de Arcanjo e em maio Mercado de Notícias. O comentarista desta vez será o presidente da AIC, jornalista e professor de jornalismo, Vitor Menezes, diretor do documentário Forró em Cambaíba. A exibição começa às 16 horas.

- Quando exibimos e discutimos filmes brasileiros naturalmente acontece uma identificação maior. Em Doces Poderes, o hibridismo entre cobertura de política e assessoria política é discutido de modo muito realista. O desencanto com o jornalismo e o jogo de interesses nos bastidores fazem pensar no papel e na legitimidade da profissão – comenta Vitor.

As exibições têm contado com a presença de estudantes do Curso de Jornalismo do Centro Universitário Fluminense (Uniflu), antiga Faculdade de Filosofia de Campos (Fafic). O projeto Cine Jornalismo AIC tem o objetivo de discutir o papel do jornalista na sociedade com a exibição de filmes que abordam a atividade profissional de jornalista. A entrada é gratuita e aberta para o público em geral, pessoas interessadas em jornalismo e/ou amantes do cinema.

domingo, 19 de julho de 2015

Nova diretoria da AIC para o triênio 2015-2018 toma posse

Membros da nova diretoria confraternizam com ex-presidentes e ex-diretora 
A nova diretoria da Associação de Imprensa Campista (AIC) tomou posse na sexta-feira (17) na sede da instituição, localizada na Rua Formosa. Na oportunidade, o presidente Vitor Menezes apresentou as ações da gestão de 2012 a 2015, com destaque para a participação com estande na 8ª Bienal do Livro de Campos, a manutenção da tradicional Semana da Imprensa até a sua 25ª edição, a volta do acervo do Jornal Monitor Campista para Campos em parceria com a Câmara de Vereadores de Campos, o lançamento do Festival Doces Palavras (FDP), em parceria com a Academia Campista de Letras (ACL) e a Prefeitura de Campos, a inserção pública em vários debates, como o do projeto do novo Mercado Municipal, a defesa dos jornalistas e do piso regional da categoria e a campanha pelo diploma.

Vitor anunciou que a missão da nova diretoria a curto prazo é realizar a 1ª edição do Festival Doces Palavras (FDP) em setembro no Jardim do Liceu. “Esperamos que seja um evento que se consolide, fique como herança da AIC e entre no calendário municipal”, afirmou o presidente da AIC.

A cerimônia de posse da nova diretoria da AIC contou ainda com o descerramento da galeria de fotos de ex-presidentes da entidade, que contou com a presença dos ex-presidentes Orávio de Campos Soares, Herbson Freitas e Hélio Gomes Cordeiro.

A nova diretoria da AIC é composta por: Vitor Menezes (presidente), Orávio de Campos Soares (vice presidente), Álvaro Marcos de Almeida Teles (diretor administrativo e financeiro), Wellington Cordeiro (diretor de cultura), Humberto Rangel (diretor de formação), Wesley Machado (diretor de comunicação), Alexandro Florentino (diretor de relacionamento estudantil), Ricardo André Vasconcelos (1º suplente), Wilson Renato Heidenfelder (2º suplente), Cilênio Tavares (3º suplente), Patrícia Bueno (4ª suplente) e Maurício Xexéo (5º suplente).

Inaugurada placa de tombamento do Gato Preto como patrimônio imaterial

Ao Gato Preto - Para terminar a noite festiva foi descerrada a placa do Bar Ao Gato Preto, que foi tombado como patrimônio imaterial numa proposta da AIC. O vice presidente da AIC e presidente do Conselho de Preservação do Patrimônio Arquitetônico Municipal (Coppam), Orávio de Campos comentou sobre a iniciativa.

- O Ao Gato Preto é romântico, é o mais tradicional boteco de Campos, um dos pontos mais atrativos desta cidade. É um ponto de encontro de pessoas que gostam de conversar sobre a vida, sobre a morte, sobre o esporte, tomando uma cerveja gelada ou uma cachacinha, que é cultura. Esta foi uma iniciativa da AIC na pessoa do diretor Wellington Cordeiro. É um ambiente que já vai se fazer centenário. Quantas gerações passaram por aqui – disse Orávio.

A homenagem com a inauguração da placa informativa da importância do Ao Gato Preto para a cultura de Campos teve seu ponto alto com o brinde após o descerramento da placa aos gritos de: “Viva o Gato Preto, Nosso Clube”!

Reportagem: Wesley Machado
Fotos: Divulgação AIC e Wellington Cordeiro

quarta-feira, 15 de julho de 2015

Doces Palavras em setembro no Jardim do Liceu

Da Secom da PMCG

O Festival Doces Palavras, evento da Academia Campista de Letras (ACL), da Associação de Imprensa de Campista (AIC) e da Prefeitura de Campos, será realizado de 23 a 27 de setembro, no Jardim do Liceu.

Campistas e turistas poderão degustar e apreciar muito da arte gastronômica e literária do município. O FDP surge de uma parceria público-privada, que também conta com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e a Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima. Os detalhes do FDP estão sendo concluídos.

– Já temos uma Bienal do Livro no calendário municipal e, nos anos que a bienal não acontecer, passaremos a contar com o FDP, outro grande evento para tornar Campos referência em criação e produção literatura, já que nosso município tem tanto escritores, tantos poetas, tantos artistas. O FDP tem ainda, a proposta de divulgar os maravilhosos doces da gastronomia campista, doces tradicionais, parte de nossa cultura e que servirão de inspiração para a literatura do festival – declarou o presidente da Codemca, Wainer Teixeira.

O FDP será oficialmente aberto às 18h do dia 23 de setembro. “O festival será na Praça Barão do Rio Branco, no Jardim do Liceu de Humanidades de Campos, um espaço de importância histórica e cultural. Teremos apresentações culturais de artistas locais e oficinas. Será um espaço de pura cultura, que vai movimentar o turismo e a economia de Campos”, disse Wainer.

Edital de posse da diretoria 2015-2018


sexta-feira, 26 de junho de 2015

AIC é terceira mais antiga associação de imprensa do Brasil


Levantamento feito por alunos do curso de jornalismo do Uniflu mostra que a Associação de Imprensa Campista (AIC), de Campos dos Goytacazes (RJ), é a terceira mais antiga entidade representativa de jornalistas em atividade no Brasil. A relação ainda está em elaboração e esta condição ainda não pode ser tomada como consolidada, mas sinaliza a relevância histórica e o pioneirismo da entidade.

Se for considerada a característica de abrangência apenas municipal, a AIC é a mais antiga do Brasil, pois as demais têm abrangência nacional (ABI, a mais antiga) ou estadual.

A pesquisa faz parte dos estudos para elaboração de monografia de conclusão de curso dos alunos Aldir Sales Gomes, Paula Vigneron e Letícia Nunes.

Confira abaixo a relação de associações de imprensa brasileiras com mais de 80 anos de fundação:

1 - Associação Brasileira de Imprensa: 107 anos (7 de abril de 1908)

2 - Associação Mineira de Imprensa: 93 anos (18 de setembro de 1921)

3 - Associação de Imprensa Campista: 86 anos (17 de junho de 1929)

4 - Associação da Imprensa de Pernambuco: 83 anos (12 de setembro de 1931)

5 - Associação Catarinense de Imprensa: 82 anos (31 de julho de 1932)

6 - Associação Paulista de Imprensa: 82 anos (1º de maio de 1933)


7 - Associação Paranaense de Imprensa: 80 anos (31 de outubro de 1934) 

terça-feira, 23 de junho de 2015

A três meses do FDP!, AIC e ACL têm reunião de trabalho com Secretário de Turismo


A três meses da realização do I FDP! (Festival Doces Palavras), os representantes das entidades promotoras —  AIC (Associação de Imprensa Campista) e ACL (Academia Campista de Letras) — se reuniram com o secretário municipal de Desenvolvimento e Turismo, Wainer Teixeira de Castro, na manhã de hoje, para discutir as providências finais da organização do evento. Pela AIC, participaram o presidente Vitor Menezes e o diretor de Cultura, Wellington Cordeiro. Pela ACL, participou o presidente Hélio Coelho.

O FDP! será realizado entre 23 e 27 de setembro, no Jardim São Benedito. O festival vai promover a literatura e a produção de doces de Campos dos Goytacazes, em um mesmo ambiente. A proposta é a de que ele seja realizado sempre nos anos ímpares, alternativos à Bienal do Livro, com um caráter mais informal e de discussão de temas locais.


Lançado na Bienal do Livro de 2014, o FDP! vem sendo pensado desde 2013, quando a AIC levou a proposta à Secretaria de Desenvolvimento e Turismo e à Academia Campista de Letras. Três encontros públicos — os "Encontros FDP!" — foram realizados no ano passado para que os organizadores reunissem sugestões para a programação, que está sendo finalizada.

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Sábado com Cine Jornalismo na AIC

A Associação de Imprensa Campista (AIC) promove neste sábado (27), às 16h, mais uma edição do projeto Cine Jornalismo AIC, com a exibição do filme “A Primeira Página” e comentários do jornalista Rafael Vargas. A entrada é franca e acontece na sede da AIC, na Rua Tenente Coronel Cardoso, 460, Centro.

O filme conta a história de Hildy Johnson (Jack Lemmon), o principal repórter do jornal de Chicago. Ele resolve deixar o trabalho para poder se casar com Peggy (Susan Sarandon), mas seu editor-chefe, Walter Burns (Walter Matthau) se irrita e faz de tudo para convencê-lo a ficar na redação.

O editor-chefe aproveita a oportunidade de que o assassino Earl Williams (Austin Pendleton) vai ser mandado para a forca e faz Hildy cobrir a execução. Só que o preso escapa e vai se refugiar justamente na redação do jornal.

O projeto - Em sua sétima temporada, o Cine Jornalismo ocorre sempre no último sábado do mês, às 16h; mas em setembro e outubro, serão nos terceiros sábados do mês, em razão de feriados nos finais de semana seguintes. Embora o público principal do evento seja jornalistas e estudantes de jornalismo, as sessões são abertas a todos os interessados no debate sobre o papel da imprensa, a ética jornalística e os impactos da comunicação social.

Na agenda das próximas exibições, estão: “Doces Poderes” (25 de julho), “Boa Noite e Boa Sorte” (29 de agosto), “Todos os homens do presidente” (19 de setembro), “Cidadão Kane” (24 de outubro) e “O Mensageiro” (28 de novembro). 

quarta-feira, 17 de junho de 2015

AIC elege nova diretoria

Diretores e ex-diretores da AIC votaram logo cedo
A quarta-feira foi bastante movimentada na Associação de Imprensa Campista (AIC) em função da eleição para o mandato da nova diretoria, triênio 2015/2018. O pleito foi encerrado às 17h. Votaram 19 sócios que estavam em dia com suas obrigações estatutárias. A nova diretoria é a seguinte:

EFETIVOS
Vítor Menezes - Presidente
Orávio de Campos Soares - Vice-presidente
Álvaro Marcos Teles - Diretor Administrativo e Financeiro
Wellington Cordeiro - Diretor de Cultura
Humberto Rangel - Diretor de Formação
Wesley Machado - Diretor de Comunicação
Alexandro Florentino - Diretor de Relacionamento Estudantil

SUPLENTES
1º - Ricardo André Vasconcelos
2º - Wilson Renato Heidenfelder
3º - Cilênio Tavares
4º - Patrícia Bueno
5º - Maurício Xexéo
Diretor de Cultura, Wellington Cordeiro
Jornalista Claudia Eleonora também marcou presença
Ex-presidente Herbson Freitas ao lado do atual presidente, Vitor Menezes

sábado, 13 de junho de 2015

Eleição para a diretoria da AIC nesta quarta (17)

A Associação de Imprensa Campista (AIC) vai realizar na próxima quarta-feira (17), a eleição para a escolha de sua diretoria para o triênio 2015/2018. Somente uma chapa foi inscrita. A entidade convida todos os seus associados a participarem da votação, que acontecerá das 8h às 17h em sua sede, com início da apuração logo em seguida. A nova diretoria vai tomar posse no dia 17 de julho.

A chapa é formada por Vítor Menezes de novo na presidência e Orávio de Campos Soares novamente como vice-presidente. E segue com: Álvaro Marcos Teles (diretor administrativo e financeiro), Wellington Cordeiro (diretor de cultura), Humberto Rangel (diretor de formação), Wesley Machado (diretor de comunicação) e Alexandro Florentino (diretor de relacionamento estudantil). Na suplência, os jornalistas: Ricardo André Vasconcelos, Wilson Renato Heidenfelder, Cilênio Tavares, Patrícia Bueno e Maurício Xexéo.

A Comissão Eleitoral, eleita em assembleia geral no dia 10 de abril, é formada pelos sócios: Alicinéia de Azeredo Gama, Vitor Cesar Ferreira de Souza e Claudia Eleonora Ribeiro Alves.

sábado, 6 de junho de 2015

AIC lamenta perda do jornalista Evandro Duarte

A Associação de Imprensa Campista registra com profundo pesar o luto pela morte do jornalista Evandro Duarte, 31 anos, na manhã de hoje. Natural de Bom Jesus, atuava como repórter da Inter TV e como professor de Telejornalismo no curso de Jornalismo do Centro Universitário Fluminense, em Campos dos Goytacazes.  Evandro também teve passagens por  veículos de comunicação do estado do Espírito Santo. Vítima de pneumonia, o jornalista estava internado no Hospital São José do Havaí, em Itaperuna. A AIC lamenta a perda do profissional e manifesta suas condolências aos familiares, amigos e colegas de trabalho.

segunda-feira, 1 de junho de 2015

A Pelada dos Sonhos

Fotos: Divulgação/AIC
O que mais se viu foi camisa do Americano

Um gol numa pelada tem o sabor de um beijo. Um beijo daqueles inesquecíveis dados na juventude numa garota que sempre se quis “agarrar”, como se dizia na época – depois passou a ser “ficar”, agora é “pegar”. Um gol numa pelada não é nem tanto uma transa. É só um beijo mesmo. Mas um beijo na boca, de língua, de intimidade. Um gol numa pelada é tão marcante como um beijo. Ninguém passa despercebido numa pelada se fizer um golzinho sequer que seja. Foi o meu caso.


Valeu jogar até descalço

Cheguei e o primeiro que vi foi o goleiro Tinho. Com uma camisa azul do Vasco do uruguaio Martín Silva. Também já estavam lá o Nickolas, com a camisa do Americano, Sammer e o Balotelli, estes dois últimos chamados pelo Cléber, que não pôde ir. Logo depois vi o Chiquinho ainda lá fora. Aos poucos foram chegando outros convidados. Leudo e seu filho Leno. Rodrigo, Tijolo, Cássio. Vim com Check, que iniciou a resenha pré-pelada. É, porque, além da resenha pós-pelada, tem a resenha pré-pelada.


Encontro terminou 10 a 8 para o meu time

E com Check não é bom dar corda. Ele não para de falar um minuto. A discussão ficou em torno do pênalti que resultou no gol de empate do Americano contra o Goytacaz na véspera da pelada em jogo pela Série B do Carioca, um dos clássicos de maior rivalidade do Brasil. A resenha foi tão demorada que atrasou a pelada. Eu fui bater bola com Tinho e os outros foram entrando em campo aos poucos. Os veteranos Check e Chiquinho foram os últimos a entrar em campo.


Banners da AIC assistiram ao jogo de local privilegiado

Quando a partida ia começar veio chegando o Bruno, com a sua já tradicional camisa do Botafogo. Completou um dos times. Ficaram cinco na linha e um no gol para cada lado. Depois até mesmo o Vitor, que não é muito afeito a futebol, entrou na brincadeira. Ainda chegaram o Bastos, o Rafael e o André. Aí ficaram sete na linha e um no gol para cada lado. Check e Bastos travaram um duelo à parte para ver quem faria mais gols. Check fez seis e Bastos três.


10 vs 10: Balé da Bola

Mas nenhum gol será tão lembrado como o gol que eu fiz, modéstia à parte. Que o diga o goleiro Cássio, que ao longo da peleja me provocava: “Não precisa marcar Wesley, o campo marca ele”. Realmente eu estou bem acima do peso. Mas eis que recebo uma bola na esquerda, driblo o marcador e, destro, chuto de direita, meio de bico a la Romário. “Golaço” (!), decreta Check. "Comemoração contida", comenta Tinho. Cássio diria no churrasco na sede da Associação de Imprensa Campista (AIC), que promoveu o evento na Arena Soccer 12 neste domingo (31): “Não admito tomar gol de Wesley”.

Wesley Machado
Jornalista

sexta-feira, 29 de maio de 2015

"Balada Curta" hoje a noite na AIC

Evento vai movimentar a AIC nesta sexta
A Associação de Imprensa Campista (AIC) promove hoje em sua sede, a partir das 21h, mais uma edição do “Balada Curta” – evento que faz parte da 25ª Semana da Imprensa. Na programação, exibição de curtas, Clube do Vinil de Campos, show de rock e apresentação do cantor Breno Azevedo, exposição coletiva de fotografias e o tradicional "Bar da Imprensa". A entrada é franca.

O documentário “Resgate do Cinema Campista”, dirigido por Paulo Barreto, está entre as produções que prometem prender a atenção do público. Outra atração da noite será o curta “Tragos” (2006), escrito e dirigido por Daniel Azeredo, com imagens gravadas pela saudosa jornalista Danielle Brandão no extinto Bar do Estranho. A lista segue com: “7Solidões”, dirigido por Carlos Alberto Bisogno.

O Balada Curta terá também Sessão Web TV Campos e curtas da Fulanaíma Filmes, produtora do poeta, ator e diretor Artur Gomes. “Exibiremos também uma raridade: uma entrevista de Luizz Ribeiro concedida a Lula Ferreira em programa na Unitv”, destaca o diretor de Cultura da AIC, Wellington Cordeiro.


A Associação de Imprensa Campista (AIC) fica na Rua Tenente Cel. Cardoso, 460, Centro. 

quarta-feira, 27 de maio de 2015

terça-feira, 26 de maio de 2015

Semana da Imprensa começa nesta quinta (28) com várias atividades

Parte da programação acontece no curso de Jornalismo do Uniflu
O curso de Jornalismo do Centro Universitário Fluminense (Uniflu), antiga Faculdade de Filosofia de Campos, está completando 50 anos e figura entre os mais antigos do Brasil. Este será o assunto da 25ª Semana da Imprensa que a Associação de Imprensa Campista (AIC) promove de quinta (28) a segunda-feira (dia 1º). Confira aqui, a programação completa do evento. 

Com o tema "O ensino de jornalismo nos 50 anos do curso do Uniflu”, o evento pretende revalorizar a formação universitária e a atuação qualificada nessa profissão que continua essencial para a democracia e a cidadania. Segundo o presidente da AIC, Vitor Menezes, o curso contribuiu para a profissionalização do jornalismo em Campos e também formou inúmeros jornalistas que hoje atuam em diversas outras cidades.

- É um momento de abraçar esta iniciativa de pioneiros do ensino de jornalismo e de discutir formas de incentivo ao seu crescimento, especialmente neste momento em que experimenta uma boa sequencia de formação de três novas turmas de primeiro período nos últimos semestres – destaca Vitor.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Quem não gosta de uma pelada?

Times da 1ª Imprensa Pelada em 2010 (Foto: César Ferreira)




Preparem as canelas! Está chegando a hora! Será neste domingo, último dia do mês de maio, véspera do Dia da Imprensa, por volta das 10h14.

O botinudos entrarão em campo na Arena Soccer 12, localizada na Rua Visconde de Alvarenga no Parque Leopoldina, antigo Kennel Club.

A Imprensa Pelada, que vai para a sua 6ª edição, é garantia de muitas risadas, ainda mais com os vídeos produzidos pela equipe da "TV AIC".

Muitos se preparam o ano todo para este jogo mortal. São regimes em cima de regimes. E depois da partida haja relaxante muscular. O que não faz muito efeito tendo em vista as várias geladas tomadas na resenha pós-peleja, onde surgem boas histórias e momentos para serem lembrados com saudade.

Não importa se você é gordo, magro, alto, baixo, usa óculos, é careca, tem cabelos brancos ou ainda é virgem. Na Imprensa Pelada todos são bem vindos. Os coleguinhas se despem dos pudores futebolísticos e mostram toda a sua ruindade. Afinal, em terra de perebas, quem tiver um mínimo de habilidade será considerado rei.

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Confira a programação da 25ª Semana da Imprensa

Começa na quinta-feira (28) a 25ª Semana da Imprensa, organizada pela Associação de Imprensa Campista, em parceria com o Curso de Jornalismo do Centro Universitário Fluminense (Uniflu). Esta edição tem como tema "O ensino de jornalismo nos 50 anos do curso do Uniflu".

As atividades têm acesso gratuito e são abertas ao público interessado nos debates sobre o jornalismo. A programação também inclui atrações culturais e de integração. Confira:

25ª Semana da Imprensa
Tema: O ensino de Jornalismo nos 50 anos do curso do Uniflu

28/05 

Atividade: Sessão especial do Cine Jornalismo AIC - Exibição do filme "O mercado de notícias (Brasil, 2014) - Debate com professores do curso de Jornalismo do Uniflu.
Local: Sala 204 - Campus I do Uniflu.
Hora: 19h.

29/05

Atividade: Recortes iniciais para uma história da Associação de Imprensa Campista - Exposição de materiais e dados iniciais de pesquisa monográfica dos alunos Aldir Gomes, Letícia Nunes e Paula Vigneron sobre os 25 anos da Semana da Imprensa.
Local: Sala 204 - Campus I do Uniflu.
Hora: 19h.

Atividade: Balada Curta - Atrações culturais e Bar da AIC
Local: Sede da AIC
Hora: 21h

31/05 

Atividade: Imprensa Pelada - O futebol anual dos coleguinhas.
Local: Arena Soccer 12 (anexo ao Kennel)
Hora: 10h

01/06

Atividade: Mesa de Debate "As perspectivas regionais no ensino de jornalismo" - Professores Julio Tinoco, coordenador do curso de Jornalismo do Uniflu, e Gerson Dudus, professor do curso de Comunicação Social da Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora (Macaé). Moderação: Vitor Menezes.
Local: Sala 204 - Campus I do Uniflu.
Hora: 19h.


Realização: Associação de Imprensa Campista
Parceria: Curso de Jornalismo do Uniflu.
Apoio: Arena Soccer.


Ocorreu um erro neste gadget